Mercado de Trabalho

O que é preciso para ser tutor EAD?

Por Redação   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Se você chegou até este artigo é porque está interessado em entender qual é o papel do tutor EAD e como se tornar um. Correto? 

Devido à popularização do ensino a distância, especialmente nos últimos três anos, o processo de ensino-aprendizagem precisou se reinventar.  

Novas dinâmicas surgiram, novas maneiras de pensar o ensino e a aprendizagem se fizeram necessários, novas ferramentas vieram para auxiliar e novos personagens surgiram no processo. 

O tutor EAD é um destes novos personagens. 

Enquanto o professor tem a função de planejar os conteúdos e ministrar as aulas, o tutor EAD tem um papel de intermédio, sendo ele o responsável por engajar e tirar as dúvidas de estudantes. 

Neste artigo, vamos falar sobre o que significa ser um tutor EAD, qual é o perfil de quem ingressa nessa profissão, quanto ganha e o que é preciso para se tornar um. 

Você vai conferir:

O cenário atual do ensino remoto no Brasil
O que faz um tutor EAD?
Perfil do tutor EAD
Quanto ganha um tutor EAD?
Como ser tutor EAD

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O cenário atual do ensino remoto no Brasil 

O ensino remoto é uma modalidade que existe há muito tempo. 

É possível traçar as origens do ensino a distância no século XVIII, porém ele se tornou mais popular na segunda metade do século XX por conta dos cursos por correspondência. 

No Brasil, em 1996, devido à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), o ensino remoto se tornou reconhecido.

E com o avanço da tecnologia, começou a se popularizar. 

Durante os anos 2000 e 2010, pudemos acompanhar o aparecimento e crescimento de instituições de ensino especializadas em ensino a distância, mas também de cursos EAD sendo oferecidos por instituições já consagradas. 

E embora o crescimento neste período seja notável, nada se compara à valorização que o ensino remoto teve nos últimos anos. 

No ano de 2020, de forma inédita, de acordo com a Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (ABMES), as matrículas em cursos EAD superaram as presenciais. 

Ou seja, de todos os estudantes matriculados em cursos de graduação em 2020, 53,4% optaram pelo ensino a distância, enquanto 46,6% escolheram cursos presenciais. 

A pandemia de Covid-19 foi uma das maiores responsáveis por esse dado impressionante. 

Porém, se olharmos para o crescimento do número de matrículas em cursos EAD na última década, veremos que as políticas de distanciamento social apenas aceleraram o processo. 

Por exemplo, ainda segundo a ABMES, nos últimos dez anos, o número de matrículas em cursos EAD teve um crescimento de 428,2%. 

Este dado nos mostra que, cada vez mais, o ensino remoto está sendo valorizado e visto como uma maneira econômica e acessível de conquistar um diploma de graduação. 

Para o diretor presidente da AMBES, existem dois fatores que levaram a essa mudança: a melhor aceitação da sociedade quanto ao EAD e o investimento em qualidade de conteúdo e tecnologia. 

E dentro deste esforço de investimento em conteúdo e tecnologia está o tutor EAD. 

O que faz um tutor EAD? 

No dicionário, um tutor é definido como alguém que zela, protege e ampara. 

E na sala de aula, ele é a figura que funciona como uma ponte entre o professor e os estudantes, tirando dúvidas, aplicando atividades externas e incentivando a participação. 

Embora possa aparecer também no ensino presencial, é muito mais comum vermos a figura do tutor no ensino remoto. 

Isso porque o ambiente tem um perfil diferente de estudante, muito mais autônomo e que segue seu próprio ritmo de estudos. 

Também há de se considerar que nem todos os estudantes estão acostumados a navegar pelo ambiente virtual de aprendizagem. 

E isso tudo abre a necessidade de ter alguém disponível para tirar dúvidas e orientar. E quem faz isso é o tutor EAD. 

É importante dizer que o tutor não substitui o professor, ele atua em um papel muito mais de suporte e garantia da aprendizagem. 

Por isso, entre suas funções principais, segundo o Censo da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), estão: 

  • manter o estudante motivado e promover discussões; 
  • tirar dúvidas de conteúdo e promover situações de aprendizagem. 

Diferença entre professor e tutor 

Como dissemos acima, o tutor não substitui o professor. 

Quando falamos do meio digital, a figura do professor como conhecemos não muda. Ele continua sendo fundamental para a educação porque planeja, elabora conteúdos e ministra aulas. 

A diferença é que no ambiente virtual de aprendizagem, o professor pode contar com a ajuda do tutor, que acompanha o progresso dos alunos, atua como suporte e tira dúvidas.

tutor ead - O que faz e quanto ganha um tutor EAD

Perfil do tutor EAD

Para se tornar um tutor EAD, é preciso entender que você será a figura a quem os estudantes recorrerão em caso de dúvida e assistência. 

Você será uma figura de referência, então é preciso ter um perfil: 

  • Organizado; 
  • Planejado; 
  • Didático; 
  • Criativo; 
  • Comunicativo. 

Além disso, é essencial ter domínio sobre o tema lecionado (mesmo que você tenha um perfil mais generalista) e conhecimentos sobre as ferramentas digitais que serão utilizadas. 

Quanto ganha um tutor EAD? 

A resposta para esta pergunta vai variar especialmente de acordo com a instituição de ensino na qual o tutor EAD atua e sua senioridade. 

De acordo com o Glassdoor, a média salarial de um tutor EAD no Brasil é de R$ 2.271,00. 

Porém, o site também lista remunerações de R$10.000,00 e 14.000,00 mensais, dependendo da instituição e do que é requerido do profissional. 

Como ser tutor EAD 

Para se tornar um tutor EAD, você precisa ter o perfil que citamos acima e se candidatar para vagas em sites especializados como o Vagas e o LinkedIn. 

Também é bom você entender quais são os requisitos das vagas e se você os atende. 

A maioria desses requisitos são atividades que você pode aprender, especialmente se fizer uma especialização para se tornar um tutor EAD. 

Aqui na UCPel, por exemplo, você pode cursar a especialização de Educação a Distância: Gestão e Tutoria EAD e se certificar para atuar como tutor em disciplinas a distância. 

Esta é uma pós-graduação que objetiva capacitar profissionais para criar, compreender, atuar e acompanhar os processos que envolvem o estudante no ensino a distância. 

Nela, você tem a expansão de conhecimentos pedagógicos e didáticos, o que abrange aprendizados sobre gestão e tutoria, que são essenciais no EAD. 

Esta é uma especialização que faz muito sentido para profissionais que são formados na área da educação e já trabalham com isso. 

Porém, se você quer ser um tutor EAD e não tem formação anterior em áreas da educação, não se preocupe, o curso prepara você para atuação neste tipo de ensino. 

Para saber mais informações sobre o curso, dê play no vídeo abaixo: 

Além disso, na Pós +Carreira EAD UCPel, você conquista um certificado intermediário a cada 3 meses, acrescentando mais linhas ao seu currículo antes mesmo da conclusão de curso. 

Os certificados intermediários de extensão que você receberá durante a especialização em Educação a Distância: Gestão e Tutoria EAD são estes:  

  • Panorama global da educação a distância 
  • Gestão e processos em EAD 
  • O tutor em contextos diferenciados 
  • Tutoria e os processos avaliativos junto aos aprendizes 

Ao final, você recebe um certificado de Especialização em Educação a Distância: Gestão e Tutoria 360h. 

Outra característica da Pós +Carreira EAD UCPel é você receber um acompanhamento profissional de carreira e desenvolver habilidades para o mercado de trabalho. 

Conheça o curso de Educação a Distância: Gestão e Tutoria EAD e faça sua inscrição! 

Leia também:

Comece sua pós-graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.