Tag: Enem

teclado de computador preto com sinais gráficos em luz azul - saiba-como-vai-funcionar-o-enem-digital

Para os estudantes brasileiros, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é o principal instrumento de acesso a um curso superior em universidades públicas e privadas.

Com a nota do Enem, é possível participar de programas como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), o Prouni (Programa Universidade para Todos) e, ainda, tentar um financiamento estudantil no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Além disso, o Enem é um indicador para avaliar o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica.

Em 2021, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, ocorre, pela primeira vez, a versão digital do Enem.

Essa modalidade será testada como um projeto-piloto do Ministério da Educação (MEC) . Os participantes que se inscreveram para o Enem 2020 optaram pela versão digital no ato da inscrição.

O piloto será aplicado para 96 mil candidatos de 95 municípios.

Conforme o MEC, a implantação do Enem Digital será progressiva, com início em 2021 (devido ao adiamento do Enem 2020) e previsão de consolidação em 2026.

Saiba como vai funcionar o Enem digital:

Afinal, como funciona o Enem Digital na prática?

A estrutura do Enem Digital segue a mesma lógica do Enem Impresso.

Os participantes terão de se dirigir aos locais de aplicação selecionados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), instituição responsável pelo Enem, e divulgados previamente na Página do Participante.

É importante ressaltar que não será possível fazer a prova em um computador particular, de casa.

As provas serão disponibilizadas nos computadores através de um sistema próprio, não sendo possível acessar outros sites.

Os locais de aplicação vão contar com um técnico de informática caso ocorra algum problema na hora do exame.

A proposta do Enem digital é permitir avaliar o aluno com outros tipos de questões, usando vídeos, infográficos e games. 

A redação, no entanto, deverá ser feita em sua versão tradicional: à mão. Assim, os candidatos não podem esquecer de levar a tradicional caneta esferográfica transparente de tinta preta.

Os candidatos também vão receber folhas de rascunho para fazer os cálculos e anotações sobre as questões das provas.

O que cai no Enem Digital?

Assim como o Enem tradicional, o Enem Digital será composto por 180 questões de múltipla escolha e uma proposta de redação.

As questões e o tema de redação não serão os mesmos do Enem Impresso, realizado nos dias 17 e 24 de janeiro, mas o nível de dificuldade e os conteúdos cobrados são os mesmos, conforme as matrizes de referência do Inep, seguindo seguintes áreas do conhecimento:

Linguagens, códigos e suas tecnologias e redação - Língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação.

Ciências humanas e suas tecnologias - História, geografia, filosofia e sociologia

Ciências da natureza e suas tecnologias - Química, física e biologia

Matemática e suas tecnologias - Matemática

Qual o tempo de duração das provas do Enem Digital?

A respeito da duração e dos horários, as condições, também, são as mesmas do Enem Impresso.

No primeiro dia, o candidato terá 5 horas e 30 minutos para responder às provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação manuscrita.

Já no segundo dia, são cinco horas para responder às provas de e Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

A aplicação seguirá o horário de Brasília, conforme descrito abaixo:

Abertura dos portões: 12h

Fechamento dos portões: 13h

Início das provas: 13h30

Término das provas 1º dia: 19h

Término das provas 2º dia: 18h30

Como funciona a correção do Enem Digital?

Em sua página oficial, o MEC afirma que:

“Serão corrigidas somente as redações transcritas para a Folha de Redação e as respostas efetivamente marcadas e confirmadas no sistema, de acordo com as instruções apresentadas, sob pena da impossibilidade da correção. Os rascunhos não serão corrigidos”.

O cálculo da nota terá como base a Teoria de Resposta ao Item (TRI), uma metodologia que avalia habilidade e minimiza o “chute” dos candidatos, classificando as questões por níveis de dificuldade (fáceis, médias e difíceis).

A TRI pressupõe que um candidato com um certo nível de proficiência tende a acertar as questões que tenham um nível de dificuldade menor que o de sua proficiência e errar aqueles com nível de dificuldade maior. Sua nota será baseada no seu padrão de acertos.

Para ficar mais fácil, vamos a um exemplo:

Um candidato A acertou as questões mais fáceis e as médias, errando as mais difíceis. Sua nota foi 600.

Um candidato B errou as questões mais fáceis e as médias, acertando as mais difíceis. Sua nota foi 300.

Por padrão e coerência, supõe-se que o candidato B chutou as questões em sua prova, já que errou as mais fáceis e acertou as mais difíceis. Assim, sua nota foi menor do que a do candidato A.

Confirme o Inep, os resultados serão divulgados no final de março. 

Qual o objetivo do Enem Digital?

Há diversos pontos que sustentam a aplicação do Enem Digital.

O primeiro, é um ganho econômico e ambiental. Somente em 2019, foram impressas 10,2 milhões de provas com um custo de, aproximadamente, R$ 500 milhões.

Assim, haverá uma economia com a impressão de papel e um ganho para o meio ambiente.

Também há as vantagens tecnológicas. Com o Enem Digital, será possível utilizar novos tipos de questões com vídeos, infográficos e até com lógica dos games, explorando a interatividade.

Em entrevista à Radioagência Nacional, o presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirma que, com a implementação total do Enem digital, será possível levar a prova para todos os municípios do Brasil.

Hoje, cerca de 1,7 mil municípios recebem a prova, enquanto que, em sua totalidade, o Brasil soma mais de cinco mil municípios.

Para mais informações sobre o Enem digital, confira o campo de “Perguntas Frequentes” no site do Ministério da Educação.

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead ucpel

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT