As transformações no mercado de trabalho estão acontecendo de maneira acelerada e, cada vez mais, ser protagonista do seu crescimento profissional se torna essencial. Por isso, apostar no reskilling e upskilling pode ser uma boa ideia. 

A ideia de reskilling e upskilling vêm de um problema comum encontrado em uma sociedade que avança tecnologicamente tão rápido quanto a nossa. 

Trabalhos estão sendo extintos por conta de automações e opções digitais, então o que fazer se uma função tem risco de desaparecer? A solução é o reskilling, ou seja, aprender uma nova habilidade e mudar de carreira.

New call-to-action

O reskilling, entretanto, não é aplicado apenas nessa ocasião. A verdade é que todo profissional precisa investir no reskilling e upskilling, já que a tendência do mercado é que profissionais estejam evoluindo constantemente. 

E foi pensando em esclarecer esses conceitos para ajudar você a utilizar essas práticas em sua carreira que trouxemos este texto.

Aqui você vai descobrir o que significa reskilling, qual é a diferença entre reskilling e upskilling e como, quando e onde começar a aplicar na sua carreira. 

Neste conteúdo, você vai conferir:

O que é reskilling?
Qual é a diferença entre reskilling e upskilling?
Por que você deveria apostar no reskilling na sua carreira?
Por onde começar o processo de reskilling? 
Conclusão 

O que é Reskilling? 

A palavra “reskilling” vem do inglês e pode ser traduzida como “recolocação”. Porém, a ideia do reskilling no contexto do mundo atual significa mais do que isso. 

O conceito de se recolocar na carreira em um mercado permeado pela transformação digital é de desenvolver a capacidade de atualizar suas competências e habilidades e de estar em constante evolução para se adaptar às necessidades da era digital. 

Dentro desse contexto, a ideia do reskilling é de aprender algo novo, que estaria fora da sua área de atuação. 

Poderia ser uma nova habilidade comportamental ou uma nova habilidade técnica, mas seria algo que acrescentaria ao seu conhecimento e ajudaria a enfrentar uma mudança de cargo ou área do conhecimento. 

Aplicar o reskilling na sua carreira, então, poderia significar uma mudança de cargo dentro da empresa que você já atua, mas também uma mudança total de carreira.

Reskilling e upskilling - mulher estudando no computador

Qual é a diferença entre reskilling e upskilling? 

Como trouxemos no tópico anterior, o reskilling traz a ideia de “recapacitação” e “requalificação” a partir de um novo conhecimento. Significa aprender coisas novas para se recolocar em uma nova carreira ou novo cargo. 

Já a ideia de upskilling tem um caráter mais voltado para o crescimento de um profissional dentro de uma mesma área do conhecimento ou cargo. 

Upskilling significa aprender mais coisas dentro do que você já faz com um objetivo de domínio sobre determinado assunto. Por exemplo, você pode se tornar um especialista dentro da sua área com o upskilling. 

Por isso, a diferença entre o reskilling e o upskilling é onde se aplica o desenvolvimento das habilidades. 

No reskilling, é em um novo conhecimento com o objetivo de se recolocar ou mudar. Já no upskilling, o objetivo é se tornar especialista em um assunto ou área. 

O que é o reskilling e accountability? 

Se essa não é sua primeira vez pesquisando sobre reskilling e upskilling, você provavelmente já se deparou com o termo “accountability”. 

O conceito de accountability caminha ao lado do reskilling e significa ter autonomia para realizar suas atividades, assumindo a responsabilidade por elas, sejam positivas ou negativas. 

Desde que começamos a enfrentar a pandemia de COVID-19 no Brasil, temos percebido um movimento das organizações mais voltado à flexibilidade do trabalho e a adoção do trabalho remoto.

E para que essa flexibilização funcione como deve, é necessário que haja accountability por parte dos profissionais. 

Agir com accountability significa ter predisposição para assumir responsabilidades individuais, ser proativo e ter compromisso. Aliás, estes são os três fatores nos quais a accountability está ancorada: 

  • Compromisso individual; 
  • Iniciativa baseada em proatividade; 
  • Responsabilidade pessoal.

Reskilling e upskilling - qual é a diferença entre Reskilling e upskilling

Por que você deveria apostar no reskilling na sua carreira? 

O primeiro motivo, e o mais importante deles, é para não ficar para trás. 

A essa altura, todos nós já entendemos que se não corrermos atrás da recolocação e não incorporarmos a atitude de aprendizado constante em nossas carreiras, podemos ficar sem um lugar no mercado de trabalho. 

Porém, esse não é um motivo sem fundamentos. Na verdade, existem duas grandes razões para que o mercado esteja tão competitivo. 

Esta é a primeira vez em muitos anos que contamos com três gerações de profissionais trabalhando ao mesmo tempo, além de termos o toque da tecnologia em praticamente todas as funções. 

Logo, essas duas razões dão um teor de complexidade e ineditismo para o mundo do trabalho. 

Temos a Geração X, os Millennials e a Geração Z atuando na força de trabalho e trazendo muitas transformações por conta de suas interações.

E essa interação está fazendo com que barreiras sejam quebradas, rotinas sejam revistas e conceitos antiquados sejam revisitados. 

A adoção de automações para funções repetitivas e a influência de três gerações no mercado fizeram muitos especialistas nomearem o momento em que estamos vivendo como a “quarta revolução industrial”, ou Indústria 4.0. 

Isso significa que estamos vivendo um momento de transformação e inovação, que também é um pouco conturbado e incerto. É por esses motivos que não podemos apenas confiar no que aprendemos na faculdade ou na rotina do trabalho. 

Se o cenário que estamos vivendo é de constante transformação e um pouco de incerteza, nada mais justo que você esteja preparado adotando uma constante de aprendizagem na sua vida. 

Quando começar a apostar no reskilling? 

A verdade é que para apostar no upskilling, você não precisa de um motivo externo. Estar sempre aprimorando seus conhecimentos é um requisito para se tornar um profissional do futuro, por isso a ideia de dominar um tema é interessante. 

Agora o reskilling depende de alguns fatores externos, especialmente de análise de cenário e das suas próprias habilidades. E para entender quando o momento de começar o reskilling chegou, existem algumas dicas que podemos dar: 

  • Você precisa entender qual é o cenário no qual você está inserido, seja dentro da empresa em que você está trabalhando ou no mercado em si.  
  • Identifique o que você ainda precisa aprender e desenvolver, para isso é necessário identificar quais competências técnicas e comportamentais você já possui. 
  • Busque boas fontes de conhecimento, ou seja, instituições nas quais você confia, conselhos de bons profissionais e pessoas que você admira. 
  • Seja protagonista do seu crescimento, sabendo por qual motivo você está aprimorando seus conhecimentos e como você vai utilizá-los.

Reskilling e upskilling - por que apostar no Reskilling e upskilling para a sua carreira

Por onde começar o processo de reskilling? 

Como dissemos acima, o conjunto de habilidades esperadas do profissional do futuro, e que podem servir como guia no processo de reskilling, é saber navegar pelo digital e ter desenvolvidas competências comportamentais. 

Por isso, vamos começar pelas habilidades comportamentais, que normalmente são mais difíceis de desenvolver e, por isso, mais valorizadas pelo mercado. 

Entre as competências comportamentais desejadas estão: 

  • Criatividade, comunicação e adaptabilidade; 
  • Liderança; 
  • Aprendizado constante; 
  • Pensamento crítico e analítico; 
  • Resiliência profissional. 

E embora você não precise aprender a programar se não quiser, é essencial que você entenda como utilizar algumas ferramentas e pensamentos mais técnicos para se desenvolver como profissional. 

E algumas das habilidades técnicas importantes no processo de reskilling são: 

  • Design thinking; 
  • Inovação; 
  • Pensamento computacional; 
  • Colaboração virtual; 
  • Inteligência artificial; 
  • Marketing digital; 
  • Análise de dados; 
  • Finanças; 
  • Robótica; 
  • Search Engine Optimization (SEO);  
  • Gerenciamento de projetos. 

Todas essas competências podem ser desenvolvidas aos poucos e em ocasiões separadas, mas você também pode aprendê-las fazendo a pós +carreira EAD da UCpel.  

Antes mesmo de concluir a formação, você tem acesso a certificados parciais com as expertises adquiridas. E elas perpassam por habilidades emocionais, habilidades para o futuro e conexão com mercado, além de aceleração de carreira. 

A pós-graduação é destinada para todos aqueles que queiram se especializar, sobretudo os profissionais que estão buscando reskilling ou upskilling. 

Então, se você se interessou e quer saber mais, clique aqui. 

Conclusão 

Chegando ao final deste artigo, esperamos que você tenha conseguido tirar todas as suas dúvidas sobre reskilling e upskilling, além de ter conseguido entender um pouco mais sobre como se desenvolver como profissional para enfrentar um novo mercado de trabalho que vem surgindo. 

E para aprofundar um pouco mais seus conhecimentos, confira estes artigos: 

Buscando recolocação no mercado de trabalho? Fique atento a estas dicas 

Pais na graduação: 8 dicas para manter os estudos em dia 

Melhores cursos de faculdade: profissões em alta em 2022

Quem pode fazer pós em marketing e quais são as melhores especializações

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT