Não sabe como descrever a sua experiência profissional no currículo? Ou, então, ainda não trabalhou e precisa saber como preencher esse campo?

Bem, neste artigo, você vai descobrir como fazer isso, seja qual for a sua situação.

Antes de avançar no texto, vale ficar por dentro de uma informação bastante importante.

Você sabia que quatro entre cinco recrutadores descartam os currículos em menos de um minuto?

A avaliação é mesmo vapt-vupt. Por isso, se você não quer que o seu documento vá parar na lixeira, precisa caprichar na hora de escrever a sua experiência profissional.

Mas não se preocupe! Estamos aqui para ajudar você nessa missão.

Vamos às dicas e orientações?

O que é uma experiência profissional?

Uma experiência profissional é a vivência de um trabalho na prática. 

O termo costuma estar atrelado ao currículo, uma vez que o documento tem um campo destinado para a inserção do histórico de empregos.

Ele deve conter o nome das empresas, os cargos, as atividades e os períodos trabalhados.

Como valorizar a sua experiência profissional?

experiencia profissional como valorizar sua

Precisando dar um up nessa parte do seu currículo? Confira estas dicas!

Use a voz ativa

Voz ativa é quando o sujeito é agente, ou seja, quem pratica a ação pelo verbo.

Portanto, ao mencionar as suas experiências profissionais e, principalmente, as suas conquistas, prefira usar frases como:

  • “Eu consegui bater a meta mensal logo na primeira quinzena do mês”.

Para você entender a diferença, veja uma frase em voz passiva:

  • “A meta mensal foi batida por mim logo na primeira quinzena do mês”.

Percebe como a primeira, além de ser mais fácil de ser lida e compreendida, dá mais ênfase ao que você fez?

Utilize palavras-chave

As palavras-chave são elementos valiosos para destacar as suas experiências profissionais.

Hoje em dia, uma série de empresas já utiliza as ferramentas digitais para fazer a triagem dos currículos recebidos, e os sistemas são programados para encontrar termos desejados. 

Portanto, se você usá-los, terá mais chances de ser notado.

Para identificá-los, veja como a empresa anunciou a vaga e as competências requisitadas.

Por exemplo: experiência em gestão de pessoas.

Se você tem essa habilidade, pode inseri-la exatamente desse jeito no seu currículo.

Mas tome cuidado ao fazer isso.

Não jogue, simplesmente, a palavra-chave no meio do texto. O documento tem que fazer sentido, ok?

Corte informações irrelevantes

Os recrutadores não têm tempo para ler o seu currículo inteiro. Eles focam apenas nas partes mais importantes e, principalmente, nas palavras-chave.

Por isso, não tenha receio de excluir informações que não são tão relevantes.

O ideal, inclusive, é manter somente aquelas que têm compatibilidade com a vaga em questão.

Mostre evidências

Ao citar as suas qualificações, procure completá-las com evidências.

Se você diz que tem bom relacionamento interpessoal, por exemplo, em vez de descrever assim:

  • “Tenho bom relacionamento interpessoal”.

É melhor optar pela seguinte maneira:

  • “Meu bom relacionamento interpessoal fez com que eu conseguisse fechar as vendas e bater a minha meta antes mesmo de completar o mês”.

Dessa forma, você atribui mais peso à sua qualidade.

Use números e estatísticas

Se você quer encantar os recrutadores, não pode se esquecer ainda dos números e das estatísticas.

Eles são excelentes para dimensionar as suas conquistas. Veja um exemplo:

  • “Pelo meu desempenho com as vendas, a empresa conseguiu crescer 20% naquele mês”.

Exemplos de experiência profissional

experiencia profissional exemplos

Quer ver, então, como ficam todas as dicas que mencionamos na prática?

Separamos dois exemplos.

Experiência profissional para a função de vendedor

XPTO Modas (Nome da empresa)

Loja de roupas e acessórios masculinos (Descrição sobre a empresa)

Vendedor (Cargo) - de maio/2019 até janeiro/2020 (Período trabalhado)

Atividades exercidas:

  • Atração de novos clientes
  • Atendimento telefônico 
  • Organização de vitrines.

Aumentei em 10% o volume de roupas vendidas na loja ao promover uma ação de compre uma peça e leve outra.

Experiência profissional para a função de analista de Marketing Digital

XPTO Agência Digital (Nome da empresa)

Agência de Marketing especializada em soluções digitais (Descrição sobre a empresa)

Analista de Marketing Júnior (Cargo) - de setembro/2017 até novembro/2019 (Período trabalhado)

Atividades exercidas:

  • Gestão de redes sociais
  • Produção de conteúdo para blogs
  • Campanhas de mídia no Google.

Aumentei em 50% o número de seguidores do cliente XPTO fazendo publicações que geraram engajamento.

Como organizar as experiências profissionais no currículo?

Bem, ao acompanhar os exemplos acima, ficou fácil saber como organizar as experiências profissionais no currículo, não é mesmo?

Opte sempre por deixar o nome da empresa em negrito e também por colocar o período trabalhado próximo ao cargo.

Liste as atividades em tópicos para facilitar a leitura e não se esqueça ainda de mencionar suas conquistas usando a voz ativa.

E uma das regras mais importantes: organize as experiências por ordem cronológica (da mais recente para a mais antiga).

O que o RH quer saber sobre suas experiências profissionais?

A organização das experiências profissionais fica mais clara quando você entende o que o recrutador quer descobrir olhando o seu currículo. 

Basicamente, são quatro itens:

  • Lugares em que você trabalhou
  • Cargos que exerceu
  • Período trabalhado
  • Atividades desempenhadas na função.

Dicas importantes para colocar na sua experiência profissional

experiencia profissional dicas importantes para colocar na sua

Que tal conferir mais algumas dicas para descrever as suas experiências profissionais?

Seja o mais objetivo possível

Lembra que mencionamos sobre os recrutadores não terem tempo para ler todo o seu currículo?

Por isso é que você deve ser objetivo e destacar apenas as experiências profissionais mais importantes.

Certifique-se, portanto, de que o histórico mencionado no seu currículo está alinhado ao que a vaga requer.

Descreva as atividades realizadas em detalhes

Ser objetivo não significa que é preciso deixar o currículo enxuto e empobrecido, ok?

Você não pode, por exemplo, excluir os detalhes das suas experiências profissionais. Pelo contrário. Eles são fundamentais para demonstrar as suas habilidades.

No entanto, a regra que se aplica aqui é a mesma: mantenha somente as informações que fazem sentido para a oportunidade à qual você está se candidatando.

Deixe claro como as atividades desenvolveram você

Além de mencionar os detalhes das atividades, ou seja, as suas principais tarefas no dia a dia, vale também destacar como elas contribuíram para você ser o profissional que é hoje.

Se atuava com atendimento ao cliente, pode dizer que essa responsabilidade fez com que você desenvolvesse a capacidade de comunicação, por exemplo.

É importante refletir sobre as experiências e citar, de fato, quais foram as contribuições delas para o seu crescimento.

Faça uma relação entre sua capacitação e as experiências

Há quem tenha feita um curso de graduação, não conseguiu oportunidade na área, mas ainda continua tentando.

Se esse é o seu caso, saiba que está tudo bem. Você só precisa melhorar a forma de conectar o seu curso às experiências adquiridas.

Vamos supor que você tenha cursado Administração e trabalhou como atendente de telemarketing.

Quais atividades entre as profissões são similares? Ou, então, o que você aprendeu no seu trabalho que pode ser de grande utilidade para a sua carreira em Administração?

Faça essa reflexão para poder relacionar as atividades ao seu propósito.

Lembre-se sempre de que o currículo precisa ser consistente e coerente com o que você busca.

Como montar o seu primeiro currículo? (mesmo sem experiência)

experiencia profissional como montar seu primeiro curriculo mesmo sem experiencia

Não ter experiências profissionais não impede você de montar um currículo

No entanto, a forma de estruturar o documento e as informações valorizadas mudam um pouco do habitual. 

Descubra a seguir como fazer!

Defina um objetivo profissional

O primeiro passo é reconhecer qual é o seu objetivo profissional e descrevê-lo corretamente no currículo. 

Algo como: “Desejo atuar na área de Administração para colocar em prática os conhecimentos obtidos na graduação”.

Destaque a sua formação acadêmica e extracurricular

Se você não tem experiência profissional, precisa enfatizar a sua formação, mencionando não só o ensino médio ou superior, mas também os outros cursos já feitos. 

Lembre-se de colocar o nome do curso, da instituição, a data de início e o término (ou previsão de conclusão).

Mencione sua experiência com trabalhos voluntários

Os trabalhos voluntários são valorizados pelos recrutadores. 

A sua experiência pode demonstrar competências importantes que serão válidas na carreira profissional.

Destaque suas qualificações profissionais

Ainda que você não tenha experiências, é possível identificar quais são as suas qualificações profissionais com base em habilidades comportamentais. 

Por exemplo: bom relacionamento interpessoal, organização e criatividade.

Informe sobre certificações

Se você tem certificações, informe isso em seu currículo. 

Vale também para hobbies que possam demonstrar as suas habilidades relacionadas à carreira.

Não se esqueça das informações complementares

Inclua no currículo um campo para informações complementares. 

Nele, você pode mencionar, por exemplo, que tem disponibilidade para viagens ou qualquer outro dado específico que precise ser dito.

O que evitar na hora de escrever o primeiro currículo?

experiencia profissional o que evitar na hora de escrever primeiro curriculo

Assim como saber o que colocar no currículo, vale ficar por dentro do que não fazer, concorda? Acompanhe!

Formatação e ortografia

Tome muito cuidado com erros de português. Eles são desclassificatórios. 

Além disso, dê atenção à formatação. Não use cores, fontes difíceis de ler, não assine e nem date o currículo. 

Evite ainda ultrapassar duas folhas.

Dados pessoais e referências

Não coloque detalhes demais sobre seus dados pessoais, como número de documentos, por exemplo. 

Também não é preciso informar referências. 

Pretensão salarial e foto só devem ser colocadas se forem solicitadas.

Conhecimentos e habilidades

Evite exagerar na apresentação dos seus conhecimentos e habilidades. 

Mencione apenas aquilo você realmente tem.

Conclusão

Com todas essas dicas e orientações, você está pronto para destacar a sua experiência profissional no currículo.

Mas, agora, vamos falar de um assunto importante para você também conseguir destaque profissional?

A educação continuada é fundamental para quem pretende ter sucesso na carreira.

Afinal, ela prepara os profissionais para os desafios do mercado de trabalho. 

E as empresas, certamente, preferem quem tem os conhecimentos e habilidades necessários.

Além disso, uma pesquisa da Catho Educação apontou que cursos de qualificação, como graduação e pós-graduação, impactam diretamente no salário - é possível ganhar até 25% mais.

Então, não perca tempo! Matricule-se já na graduação e venha integrar o grupo de alunos da UCPel EAD.

Acesse o site e veja todas as formações disponíveis!

Mas, antes disso, que tal deixar o seu comentário sobre este artigo? Use o campo abaixo!

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead ucpel

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT