Se você fez o Enem e quer usar a nota para concorrer a bolsas estudos, precisa entender como funciona o Prouni.

Afinal, ainda que seja obrigatória a realização da última edição do exame, também é necessário cumprir alguns requisitos.

Além disso, existem outras regras e orientações quanto às inscrições e bolsas que você deve conhecer antes de entrar no programa.

Mas não se preocupe! Preparamos um artigo completo com todas as informações importantes.

Acompanhe!

O que é o Prouni?

Para saber como funciona o Prouni, primeiro é preciso saber do que se trata.

Prouni é a sigla de Programa Universidade Para Todos, um programa criado em 2004 e mantido pelo Governo Federal para facilitar a entrada de estudantes de baixa renda no ensino superior.

Quando acontece o Prouni?

Quem pretende se inscrever no Prouni e concorrer a uma bolsa de estudo, precisa atentar ao calendário do programa.

As inscrições acontecem duas vezes por ano, uma em cada semestre.

Como funciona o Prouni?

O Prouni funciona como um meio de entrada no ensino superior para aqueles que não podem custear os estudos em uma instituição de ensino particular. 

Assim, são oferecidas bolsas para alunos que tenham renda familiar de até três salários mínimos por cada integrante, além de atenderem a outros critérios previamente estabelecidos.

Quem pode se inscrever no Prouni?

como funciona prouni quem pode se inscrever

Para realizar a sua inscrição no Prouni, o estudante deve ter realizado a última edição do Enem e obtido a nota mínima de 450 pontos, desde que não tenha zerado a redação

Além disso, é necessário atender aos requisitos determinados pelo programa - ainda falaremos sobre isso à frente.

Como funcionam as inscrições?

As inscrições são feitas diretamente no site do Prouni. Para tanto, é preciso acompanhar as datas de abertura. 

No período certo, então, é só acessar o portal e escolher, entre as opções disponíveis, até dois cursos, instituições e turnos.

Quais são os documentos necessários para fazer a inscrição no Prouni?

Para entrar no portal e se inscrever no Prouni, é necessário inserir o número do seu CPF e os dados de inscrição e senha no Enem.

O sistema vai recuperar automaticamente os seus dados usados no exame, e é preciso apenas checar se eles permanecem os mesmos.

Quanto custa se inscrever no Prouni?

Você não tem que se preocupar com nenhum investimento, porque a inscrição no Prouni é gratuita.

Quais são os tipos de bolsa?

O Prouni oferece dois tipos de bolsa: 

  • Parcial: custeia 50% do curso e é destinada aos candidatos que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa
  • Integral: custeia 100% do curso e é destinada aos candidatos que têm renda familiar, por pessoa, de até um salário e meio.

Qual é o perfil dos candidatos?

Para concorrer às bolsas de estudo do Prouni, além de ter feito o Enem, obtido a pontuação mínima e se enquadrar dentro da renda familiar determinada, os candidatos devem:

  • Ter realizado o Ensino Médio integralmente em escola pública ou, então, parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral
  • Ser portador de deficiência física
  • Ser professor da rede pública de ensino básico e estar concorrendo à vaga em curso de licenciatura, normal superior ou pedagogia; nesse caso, a renda familiar por pessoa não é levada em conta.

Como concorrer à bolsa de 100% no Prouni?

Como mencionado, para concorrer à bolsa de 100% no Prouni, o candidato deve ter renda familiar por pessoa inferior a um salário mínimo e meio.

Além disso, é preciso ter alcançado a nota mínima no Enem e ter o histórico escolar compatível às exigências.

Quais são as notas de corte do Prouni?

como funciona prouni quais sao notas de corte

A nota de corte do Prouni é relativa à menor pontuação no Enem.

Como ainda são levados em conta curso, turno, faculdade, campus e modalidade, há diferença entre esse fator.

Ou seja, não é uma concorrência nacional em que todos os candidatos competem entre si.

Então, confira a seguir as notas de corte do Prouni 2020 por curso segundo levantamento do site Mundo Vestibular:

  • Administração: 650
  • Agronomia: 609
  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas: 627
  • Arquitetura e Urbanismo: 672
  • Audiovisual: 625
  • Biblioteconomia: 567
  • Biomedicina: 666
  • Ciências Biológicas: 672
  • Ciências Contábeis: 549
  • Ciência da Computação: 699
  • Ciências Sociais: 566
  • Design: 622
  • Direito: 681
  • Economia: 700
  • Educação Física: 600
  • Enfermagem: 634
  • Engenharia Civil: 665
  • Engenharia da Computação: 692
  • Engenharia de Produção: 652
  • Engenharia Elétrica: 673
  • Engenharia Mecânica: 680
  • Engenharia Química: 666
  • Estatística: 621
  • Farmácia: 647
  • Filosofia: 627
  • Física: 577
  • Fisioterapia: 651
  • Fonoaudiologia: 663
  • Gastronomia: 623
  • Geografia: 680
  • Gestão de Recursos Humanos: 565
  • História: 682
  • Jornalismo: 630
  • Letras: 598
  • Logística: 557
  • Marketing: 569
  • Matemática: 587
  • Medicina: 763
  • Medicina Veterinária: 663
  • Nutrição: 630
  • Odontologia: 680
  • Pedagogia: 564
  • Psicologia: 650
  • Publicidade e Propaganda: 619
  • Química: 598
  • Radiologia: 652
  • Serviço Social: 571
  • Sistemas de Informação: 612
  • Turismo: 578
  • Zootecnia: 629.

Divulgação dos resultados e pré-seleção

O Prouni divulga os resultados em seu próprio site - o mesmo das inscrições. É possível também fazer a consulta por telefone, pela Central de Atendimento no número 0800 61 6161.

Cabe dizer que a aprovação funciona como uma pré-seleção, indicando apenas o direito à bolsa.

A concessão do benefício só é feita após a entrega dos documentos e caso haja formação de turma no curso e instituição escolhidos.

Lista de espera

Se não houver formação de turma, o candidato pode ir para uma lista de espera e tentar a última oportunidade. 

Para isso, é preciso manifestar interesse no site.

Dicas importantes sobre o Prouni

como funciona prouni dicas importantes sobre

Para conseguir uma bolsa de estudos no Prouni, além de fazer a inscrição e atender aos critérios estabelecidos, vale colocar em prática algumas atitudes, conforme detalhamos a seguir.

Conheça todas as regras do programa

Essa dica você já está bem perto de cumprir. Afinal, este artigo aborda várias características sobre o Prouni. 

Mas vale também acessar o site do programa e consultar todas as informações disponíveis a respeito do assunto.

Aprenda a calcular a renda familiar

Para entrar no Prouni, é necessário ter renda familiar de até três salários mínimos por pessoa. 

Você sabe fazer esse cálculo? Bem, é simples.

Você precisa somar a renda bruta (sem os descontos) de todos os familiares que moram na sua casa e dividir o total pelo mesmo número de pessoas.

Fique por dentro das bolsas disponíveis

No site do Prouni, é possível consultar as bolsas integrais e parciais disponíveis. 

Dá até mesmo para fazer a busca por curso, instituição e cidade de localização. 

Assim, você garante que vai concorrer a bolsas que, realmente, serão disponibilizadas.

Acompanhe as notas de corte

Diariamente, são divulgadas notas de corte parciais, e você pode acompanhá-las para medir as suas chances de conseguir a bolsa. 

É claro que isso depende do resultado final, mas dá para ter uma boa ideia só pelo andamento. 

Dessa forma, se vir que não conseguirá atingir a pontuação, você tem tempo hábil de mudar a sua opção.

Matrículas nas universidades

Você deve ter atenção às divulgações do Prouni na primeira e segunda chamada, além da lista de espera.

Se for selecionado, precisará ir até a instituição escolhida e entregar os documentos solicitados para fazer a matrícula.

Vale dizer que algumas universidades ainda aplicam um processo seletivo próprio. Mas, nesses casos, o candidato fica sabendo no momento da inscrição.

É possível participar do Prouni mais de uma vez?

Sim, é possível participar do Prouni quantas vezes você quiser, e as exigências permanecem as mesmas.

É preciso ter realizado a última edição do Enem para se inscrever e atender aos critérios de renda e escolaridade.

O Prouni tem cotas?

O Prouni tem cotas, sim. 

Elas são destinadas a pessoas com deficiência e que se identificam como negros, pardos e indígenas.

Não é possível saber a quantidade de vagas disponíveis.

No entanto, as bolsas para negros, pardos e indígenas deve ser proporcional à representação dessa população em cada estado, seguindo os números do IBGE.

Posso usar o Prouni e o FIES ao mesmo tempo?

como funciona prouni posso usar prouni fies mesmo tempo

Depende. Se você tiver bolsa integral, não. Até porque não há necessidade de financiamento, certo?

Mas, em caso de bolsa parcial, é permitida a utilização do FIES desde que seja para o mesmo curso e instituição do Prouni.

Faculdades que participam do Prouni

A relação de faculdades que participam do Prouni é divulgada apenas durante a abertura das inscrições para o programa.

Algumas universidades sempre disponibilizam vagas. Você pode, portanto, pesquisar se a instituição de ensino em que quer estudar costuma participar.

Conclusão

Viu só como funciona o Prouni? Ele é uma oportunidade valiosa para quem quer ingressar no ensino superior.

Mas você precisa ter em mente que o programa é bastante concorrido. 

Somente no primeiro semestre de 2020, mais de 1,5 milhões de pessoas se inscreveram. 

É bastante gente disputando uma vaga, certo?

Se você não conseguir a sua, saiba que não é preciso desistir do seu sonho de fazer faculdade.

Na UCPel, as mensalidades são acessíveis e você também pode concorrer a bolsas de estudo, inclusive, usando a sua nota do Enem.

Acesse o site e fique por dentro das condições!

Gostou deste artigo sobre como funciona o Prouni

Então, que tal deixar a sua opinião aqui nos comentários? Aproveite ainda para compartilhar este conteúdo em suas redes sociais!

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead ucpel

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT