Enem

Como estudar por questões em 7 passos

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você sabe como estudar por questões? 

Essa é uma técnica de estudos bastante diferente das mais tradicionais e que pode fazer grande diferença não somente para a sua rotina enquanto estudante, mas no resultado das provas de vestibular que vai prestar. 

Neste texto apresentaremos essa metodologia para que você a inclua nos seus estudos e consiga um melhor desempenho. 

Confira:

Selecione as questões de acordo com os seus objetivos
Opte pelas questões comentadas
Monte o seu caderno de questões
Identifique a matéria e o assunto de cada questão
Estabeleça um tempo de prova para resolver as questões
Responda as questões objetivas como se fossem discursivas
Inclua o estudo por questões na sua rotina diária

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

1. Selecione as questões de acordo com os seus objetivos

Antes de começar o seu estudo por questões, é importante que você tenha foco no tipo de prova que você realizará e no seu objetivo em relação ao que será estudado. 

As provas do Enem são objetivas — assim como a maioria dos exames de vestibulares —, então é fundamental treinar esse tipo de questão. 

Lembre-se também de que você precisará se organizar para estudar de acordo com a sua realidade. 

Não coloque pressão demais em cima de você e não crie uma rotina de estudos irreal que você não conseguirá cumprir, ok? 

2. Opte pelas questões comentadas

Uma das melhores maneiras de estudar por questões é optar pelas que são comentadas. 

Isso porque elas te darão a oportunidade de entender a razão por trás da resposta correta — assim como das alternativas erradas. 

O ideal é que você primeiro resolva a questão por conta própria e só depois disso leia — ou assista — o comentário. 

Pode ser que você tenha errado ou acertado a resposta, mas mesmo que tenha acertado não necessariamente pode ter sido pelos motivos corretos. 

Por isso, é muito importante confirmar. 

É preciso, no entanto, ter muito cuidado com a fonte da sua consulta. É preciso ter certeza de que as respostas e comentários que você consultar são mesmo confiáveis. 

Caso contrário, você fixará uma grande quantidade de informações incorretas na memória. 

3. Monte o seu caderno de questões

Outra dica bastante interessante para estudar por questões é montar um caderno de questões. 

Existem algumas maneiras de implementar essa ferramenta nos seus estudos, mas nós separamos duas. 

A primeira delas é fazer um caderno de questões de fixação. 

Funciona da seguinte maneira: depois de ler — praticando bastante o estudo ativo — e fazer mapas mentais sobre o assunto estudado, você pode buscar questões sobre ele na internet ou em outros materiais de consulta e respondê-las no próprio caderno como uma maneira de revisar e fixar o que foi aprendido. 

A segunda maneira é criar um para questões de simulado. 

Depois de estudar algum tópico, você pode criar um caderno com questões das últimas duas ou três provas do Enem e respondê-las. 

Essa segunda opção também pode servir para fixar o assunto na sua memória e preparar você de maneira mais eficiente para o vestibular. 

4. Identifique a matéria e o assunto de cada questão

Para se dar bem nos estudos, uma ótima ideia é separar as questões por disciplinas e assuntos. 

Dessa maneira, além de ser possível se organizar de uma maneira muito mais efetiva — você pode até utilizar um mapa mental para ajudar nessa tarefa —, conseguirá muito mais controle sobre todo o conteúdo que já foi estudado. 

Essa dica é bastante importante, principalmente para quem está estudando para o Enem. 

Isso porque as provas são formadas por questões de diversas disciplinas que são dispostas em cadernos separados por área — como Linguagens e suas tecnologias, Matemática e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias e Ciências Humanas e suas tecnologias. 

Então, ao dividir as suas questões por blocos — ou por cadernos ou por matérias —, você conseguirá atender a todos os conteúdos abordados pelo exame. 

Lembre-se de que os candidatos que conseguem estudar todos os tópicos têm mais chance de terem notas altas. 

5. Estabeleça um tempo de prova para resolver as questões

Uma das grandes dúvidas dos alunos que decidem estudar por questões é quantas perguntas ou quanto tempo de estudo é o suficiente para memorizar um conteúdo. 

Infelizmente não há uma forma objetiva de responder essa dúvida, mas uma boa maneira é estabelecer o tempo de duração das provas de vestibular para estudar. 

Para ter um bom aproveitamento, o que você pode fazer é utilizar a técnica Pomodoro, que é ótima para quando você tem pouco tempo para resolver as questões. 

Ela consiste em realizar a sua atividade em três blocos com 25 minutos de estudos e pausas de 5 minutos e um bloco com 25 minutos estudando e 15 minutos de pausa em seguida. 

Você pode, por exemplo, separar 4 listas de exercícios — ou 4 matérias ou assuntos — e resolver cada um deles em um bloco. 

Nas pausas, aproveite para se hidratar, escutar uma música, se alongar e só depois volte para o bloco seguinte. 

6. Responda as questões objetivas como se fossem discursivas

Para se sair ainda melhor no estudo por questões, uma ótima sacada é responder as questões objetivas como se elas fossem discursivas. 

As do segundo tipo exigem bastante interpretação, além de clareza e coesão nas respostas. 

Mais do que simplesmente saber a explicação para a pergunta, é preciso demonstrar que realmente sabe respondê-la. 

Então, quando você responde as questões objetivas como se fossem discursivas, está treinamento para não simplesmente memorizar as respostas. 

Ao criar textos com começo, meio e fim, conseguirá amarrar todas as ideias que transmitem o conhecimento de maneira precisa. 

Sem contar que é uma maneira inusitada e criativa de estudar! 

7. Inclua o estudo por questões na sua rotina diária

A última dica — e talvez uma das mais importantes — é incluir o estudo por questões na sua rotina diária de estudos. 

Isso porque estudar dessa maneira ajudará você a ter uma alta performance nos seus resultados. Porém, lembre-se de que esse método tem um momento certo para ser implementado. 

Para que você seja capaz de conseguir resolver as questões que selecionou para os seus estudos, é fundamental que você também saiba a teoria sobre o assunto em questão, já que ela engloba muito mais conteúdo do que apenas as perguntas. 

Então, se você estudar só por meio delas, correrá o risco de perder muitos detalhes que podem ser cobrados em outras questões da sua prova. 

O mais recomendado é que você mescle os seus estudos por questão com outros métodos de estudo ativo, como o conhecido como Robinson. 

Deixe para estudar por questões depois de passar por um conteúdo e use essa técnica de memorização para melhorar as suas habilidades e checar os seus conhecimentos. 

Dessa forma, conseguirá trabalhar diversas áreas do seu cérebro ao mesmo tempo! Viu só como estudar por questões não é tão complicado quanto parece? 

Quando você inclui essa metodologia no seu dia a dia, consegue resultados muito melhores em qualquer exame que prestar! 

Leia também:

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.