Enem

Por que fazer um caderno de erros para o Enem

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Se você está estudando para o Enem, já entendeu a importância que as revisões têm para assimilar conhecimento. 

Para fazer isso, você pode utilizar técnicas, sendo uma delas o caderno de erros. 

O caderno de erros consiste em tomar nota da resolução de questões de provas que você não acertou. Isso ajuda a entender qual conteúdo precisa ser mais bem revisado e torna a rotina de estudos mais completa. 

Neste artigo, você vai entender como funciona o caderno de erros e vai conferir dicas de como começar a fazer o seu!

Você vai conferir:

Como funciona o caderno de erros
É melhor fazer um caderno de erros à mão ou no computador?
O que NÃO fazer no seu caderno de erros

Nova call to action

Como funciona o caderno de erros 

O caderno de erros funciona de maneira simples. 

Em um caderno, você anota todos os erros que cometeu durante a resolução de questões enquanto estudava uma disciplina ou assunto específico. 

Não é como um resumo porque você não estará fazendo uma síntese do que leu. Na verdade, o caderno de erros é uma ferramenta para consulta eficiente de dúvidas. 

Sempre que errar uma questão, você puxa o caderno e anota exatamente o que errou. A estrutura utilizada pode ser a seguinte: 

  1. anote o nome da disciplina ou assunto estudado;
  2. descreva a questão em que cometeu o erro;
  3. entenda qual foi o erro cometido e o motivo;
  4. anote o que precisa estudar para respondê-la corretamente;
  5. inclua o assunto que precisa ser estudado no seu cronograma. 

Ao criar o hábito de ter um caderno de erros, você consegue investigar com mais detalhes os motivos de estar escolhendo a resposta errada para a questão.  

Por isso, esta técnica se aproxima do estudo por questões, em que você faz simulados e exercícios e toma nota dos assuntos que errou para incluir no seu cronograma de estudos. 

Mas tome cuidado para não deixar de lado o estudo da teoria, ele é tão importante para a resolução de questões quanto a prática. 

É melhor fazer um caderno de erros à mão ou no computador? 

Não existe uma resposta correta para esta pergunta porque ambos os formatos têm suas vantagens.

Por isso, nesta seção, vamos explorar um pouco mais cada um deles, suas vantagens e desvantagens. 

Caderno de erros escrito à mão 

Uma das principais vantagens do caderno de erros escrito à mão é que você conseguirá fixar e memorizar mais o assunto enquanto escreve. 

Mas também existem algumas desvantagens, como o maior tempo gasto com a elaboração do caderno e a busca por um assunto específico. 

Além disso, também é mais difícil atualizar uma alternativa e, até mesmo, excluí-la. 

Caderno de erros no Word ou Google Docs 

Outra opção é fazer um caderno digital no Word ou no Google Docs. 

Para isso, você pode abrir um arquivo para cada disciplina ou utilizar os títulos do arquivo como demarcações. Dentro de cada um, você pode colocar o nome do capítulo estudado e insere a assertiva problemática. 

A maior vantagem é que um documento online ajuda a economizar tempo. 

Caderno de erros no Notion 

Também existe a opção de utilizar uma ferramenta como o Notion. 

Ela é uma ferramenta de organização e uma das maiores vantagens é que você pode acessá-la do seu computador ou de algum dispositivo móvel com facilidade. 

No Notion, você pode criar cadernos por assuntos ou organizar as questões por prova. Outra estratégia que a ferramenta permite é criar perguntas e respostas ao estilo flashcards. 

A desvantagem é que, se você nunca utilizou o Notion antes, ele pode ser desafiador. 

O que NÃO fazer no seu caderno de erros 

Para que esse método funcione na sua rotina de estudos, é preciso ter alguns cuidados. Confira: 

  • Não deixe seu caderno ficar parecido com as questões comentadas dos seus materiais. Quanto mais resumida a questão estiver, melhor. 
  • Você não precisa transcrever todo o enunciado da questão e nem todas as alternativas, apenas aquelas que deixaram você em dúvida. 
  • Evite escrever comentários ou anotações extras. O caderno precisa funcionar como uma lista de alternativas. 
  • Não tem necessidade de se prolongar nas respostas corretas no seu caderno. 
  • Também não há necessidade de anotar todas as questões que você errou. Você pode selecionar apenas aquelas que deixam maior dúvida. 
  • Não crie um caderno para cada matéria estudada. Você pode ter apenas um caderno de erros e anotar todas as questões no mesmo lugar. 
  • Não anote no caderno questões com alternativas erradas porque isso pode atrapalhar o estudo e confundir você na hora da consulta. 

Além disso, uma dica de algo a se fazer é deixar grifado o trecho da questão em que você se complicou na resolução. 

Isso ajuda a identificar o motivo do erro com mais facilidade e facilita o momento da consulta para revisão. 

E então, viu como é bastante simples fazer um caderno de erros? 

Com essa ferramenta, sua rotina enquanto estuda fica muito mais facilitada e o seu aprendizado bem mais dinâmico. 

Coloque as dicas deste artigo em prática para criar o seu, e bons estudos! 

Leia também: 

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.